Notícias e Publicações

Juízes ordenam quebra coletiva de sigilo de dados com base em localização

Kasznar Leonardos 27/05/2019

A madrugada do dia 5 de julho de 2016 foi de pânico no bairro de Campo Eliseos, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Às 4h, uma quadrilha com cerca de 40 ladrões armados invadiu a empresa de segurança e transporte de valores Prosegur. Os moradores acordaram com as explosões das paredes do local. Os criminosos estouraram os transformadores de energia, deixaram o bairro sem luz e conseguiram acesso ao cofre do estabelecimento. A polícia chegou logo depois e trocou tiros com os assaltantes por pelo menos 40 minutos.

Nosso advogado Pedro Vilhena falou sobre proteção de dados, abordando a quebra de sigilo de dados pessoais em investigações criminais como a do caso acima. Confira a reportagem especial completa no site do JOTA.

BUSCAR

Siga-nos no Facebook