Notícias e Publicações

Quando o propósito tecnológico da startup se torna colaborativo

A realidade do isolamento social nos deixou completamente dependentes da tecnologia. Enquanto alguns negócios sofrem para se adaptar ao novo cenário e garantir alguma receita para sobreviver, as startups já estavam preparadas por carregarem o propósito inerente de vanguarda digital. Assim, para algumas empresas, a pandemia torna-se uma oportunidade de aprimoramento e diversificação de portfólio.

Em pesquisa realizada pela Gávea Angels no último mês, 75,5% dos participantes consideraram a crise uma oportunidade para encontrar deals mais “baratos”, haja vista que o valuation antes inflacionado provavelmente chegará ao preço real agora. Além disso, apontaram que é um bom momento para investir em startups da área da saúde e negócios relacionados a telemedicina, aprovados e regulados durante a situação vivida pelo país. Inteligência artificial e healthtechs são as áreas que estão e continuarão com mais oportunidades a partir da Covid-19.
 
Para conferir na íntegra o artigo escrito por Felipe Monteiro, acesse o site do Startupi

BUSCAR

Siga-nos no Facebook